Categories CulturaEducaçãoMundoViagens & Turismo

Brasileiros escolhem a Austrália para trabalhar e aprender inglês

Aprender uma segunda língua é importante, seja ela qual for, mas saber inglês é fundamental para conseguir abrir portas na carreira, nos negócios e na vida pessoal. Os Estados Unidos e a Inglaterra sempre foram os destinos dos alunos para estudar e praticar a conversação no novo idioma, mas de algum tempo para cá surgiu um novo destino: a Austrália.

É grande o número de brasileiros que cada vez mais escolhem a Austrália para estudar inglês. Algumas instituições de ensino como a Level Up, oferecem atendimento diferenciado para brasileiros que procuram qualidade de vida e socialização, além de um novo idioma. De acordo com a diretora de Marketing da Level Up para a América Latina, Estela Tapia, a escola aceita estudantes na faixa etária de 18 a 40 anos e após a emissão do visto de estudante, a escola busca alojamento para o primeiro mês de estadia em Melbourne, cidade australiana onde está localizada a Level Up.  “O estudante paga pela sua estadia, mas auxiliamos na busca de uma acomodação permanente para nossos alunos. Existem muitos lugares onde os estudantes podem ser acomodados e é nossa missão não deixar ninguém sem um lugar para morar enquanto estudam”, comenta Estela Tapia.

Quanto ao tempo de estudo, segundo ela, depende da escolha do curso que pode ser de 9 a 44 semanas. Depois desse período os interessados podem escolher cursos de especialização em sua área de interesse e dessa forma conseguir prorrogar o prazo de seu visto de estudante.

Estudar e trabalhar na Austrália

A vida em Melbourne na Austrália não precisa ser resumida apenas aos estudos da língua inglesa. O estudante pode trabalhar durante o tempo em que estiver no país e a Level Up oferece uma grande ajuda nesse sentido. “Imediatamente começamos a apoiar os alunos a encontrar trabalho, treinando-os em funções que são relativamente fáceis de encaixar”, garante a diretora de Marketing.

De acordo com ela, os estudantes podem trabalhar em restaurantes, bares, limpeza comercial e construção. “Os alunos fazem seu treinamento com as empresas conveniadas com a escola e assim podem se candidatar a empregos com a garantia de saber de antemão quais os tipos de trabalhos que serão disponibilizados”,  comenta Estela Tapia, esclarecendo que o visto de estudante na Austrália permite que o aluno tenha uma carga horária de 20 horas dentro da legalidade.

Apoio para documentação do estudante

A Level Up auxilia os estudantes desde o primeiro momento, ainda em seu país de origem, porque ela entra em contato com as agências de imigração em cada país e elas são responsáveis ​​por preparar a documentação necessária para cada aluno. “Assim que o interessado entra em contato com a Level Up aqui na Austrália, nós o encaminhamos à agência mais apropriada em seu país de origem com as quais já temos experiência”, explica Estela Tapia.

Diferencial no ensino de inglês na Austrália

A Level Up apresenta alguns diferenciais dentro do ensino de inglês como, por exemplo, os professores que são todos nativos, o que facilita a aprendizagem dos alunos. Além disso, o valor dos cursos são acessíveis e competitivos.

Outro diferencial da escola na Austrália é o apoio que os novos estudantes recebem de outros compatriotas que já estão estudando na Level Up e tem mais vivência na Austrália. “Todo esse apoio faz parte de nossas responsabilidades enquanto escola e ao mesmo tempo existe a questão de que todas as pessoas encarregadas da Seção Latinoamericana da Level Up terem vindo para a Austrália em épocas diferentes e por isso compreendem a inquietude de quem chega e ajuda-os em sua adaptação e desejo de superação”, comenta Estela Tapia.

Cada novo aluno que escolhe viver em Melbourne, na Austrália para aprender inglês poderá viver a sensação de estar entre amigos, ou ainda em família, porque não serão os únicos brasileiros no lugar. “Nosso maior desejo é que todos os estudantes sintam-se cômodos, acompanhados e apoiados em todo momento nesta nova fase de suas vidas”, finaliza Estela Tapia.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *